Biclas&Bolos

Sabiam que existe um clássico bolo da pastelaria parisiense que foi inspirado numa prova de ciclismo? Esse bolo é o Paris Brest, criado em 1910 pelo chef pasteleiro Louis Durand, que a pedido do jornalista Pierre Giffard se inspirou nesta prova de longa distância, criando este delicado e doce bolo em forma de roda de bicicleta.

O Paris-Brest(na Bretanha)-Paris, é um dos eventos velocipédicos mais antigos do mundo. Consiste em ir de Paris, a Brest e regressar, num total de 1200km.

A primeira edição da prova aconteceu em 1891, tendo como vencedor o francês Charles Terront, concluindo a prova em 71 horas e 22 minutos. Desde a sua primeira edição, a prova realizou-se de dez em dez anos, sendo que a edição de 1941 foi adiada para 1948 devido a Segunda Guerra Mundial. Em 1951 realizou-se a última edição da prova a nível profissional, tendo como vencedor o francês Maurice Diot que até hoje detém o record do percurso, 38 horas e 55 minutos.

De 1931 até aos dias de hoje, a prova realiza-se também a nível amador, sendo realizada de quatro em quatro anos desde 1971.

A última edição neste formato aconteceu em 2015, tendo como vencedor o alemão Bjorn Lenhard, com o tempo de 42 horas e 26 minutos. Além destas duas versões, existe a versão randonnée, um evento não competitivo ao estilo brevet que têm o tempo limite de conclusão de 90 horas.

Para poderem participar neste evento, os atletas precisam de completar uma série de brevets homologados. A série de brevets consiste em um brevet de 200km, um brevet de 300km, um brevet de 400km e um brevet 600km.

Uma coisa sabemos aqui na 53Onze, o mil folhas do rossio de V. N. De Azeitão não é inspirado numa prova de ciclismo, mas inspira-nos muitas vezes a pedalar alguns quilómetros para o saborear.

Texto de @Daniel Louro

Please follow and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *